© Rizomarte Records. Todos os direitos reservados

Please reload

Posts Recentes

O bregawave de Luísa e os Alquimistas: assista ao vídeo de Furtacor, novo single do grupo

August 21, 2019

1/3
Please reload

Posts Em Destaque

Quero despejar meu repertório independente das vaias ou aplausos: Glória Morena fala sobre música

August 29, 2019

 

Essa é a primeira de uma série de entrevistas que vamos começar a compartilhar com vocês aqui no site da Rizomarte Records. Pra dar início a essas conversas sobre vida e música, resolvi mandar umas perguntas pra compositora potiguar Glória Morena. Aos 57 anos ela lançou em Agosto seu primeiro single, a música ''Gato Guloso'', e vem preparando um EP em parceria com o músico Zé Caxangá. Glória é professora de língua portuguesa, mas gosta mesmo de escrever e já vem a várias décadas experimentando a arte de compor. Abaixo você fica por dentro das influências da autora, sua trajetória como escritora e outras histórias. 

 

1- Dona Glória, conta um pouco das suas origens. Onde vc viveu sua infância? 

- Minha infância foi tranquila, morava em Morro Branco aqui em Natal com minha mãe, irmãos e avós.Fui uma criança alegre e bem inquieta. Era muito falante e gostava bastante de ler(aos seis anos já lia tudo). 

 

2- Me conta sobre a sua relação com a arte. Quando você começou a escrever canções? 

- Na minha casa sempre costumava ouvir músicas na radiola do meu tio(Ângela Maria, Dalva de Oliveira, Nelson Gonçalves e outros da época deles. Depois dos 6 anos comecei a ouvir através dos meus irmãos a turma da jovem guarda(Roberto, Erasmo, Wanderléa, Jerry Adrianne, Ronnie Von e outros). Comecei a gostar de cantar em casa. Aos 12 anos comecei a escrever poesias, escrever alguns romances e aos 20 anos comecei a compor. Aos 30 anos editei meu livro "Poesias Pros Que Amam". Mas o meu sonho sempre foi ser uma compositora reconhecida, ser cantora não por ser muito crítica com vozes bonitas e não achava a minha voz adequada.

 

3- Quem são as cantoras ou cantores que vc mais gosta de ouvir? 

- Sempre fui apaixonada por vozes bonitas e músicas boas. Admiro os bons compositores. Então meus cantores preferidos(Roberto Carlos, Joanna, Rita Lee, Zé Ramalho, Gonzaguinha, Chico Buarque, Adriana Calcanhoto, Cazuza, Raul Seixas, Marisa Monte, PeniNha...). Sou bem eclética. Vozes lindas: Maria Betânia, Gal Costa, Paula Toller, Paulo Ricardo, etc.Hoje gosto de Ivete Sangalo, Simone e Simaria, Paula Fernandes...

 

4- Como foi a experiência de gravar a música ''Gato Guloso"? 

- Gato Guloso me surpreendeu, eu não sabia se iria gravar. Eu compus durante uma postagem de uma aMiga no face, fiz somente pra tirar onda. Não acreditei que diante das músicas que mostrei, ela fosse a escolhida. Mas depois relaxei e deixei fluir.

 

5- Uma vez vc me disse que tem escreve canções ''loucas'' e ''normais''. Como é isso?

-É meio doido mesmo esses meus dois lados. A maioria das minhas canções são românticas(me baseio no cotidiano de cada pessoa). Tenho outras bem estilo MPB, alguns sambas e fiz uns rocks,  funks e forrós bem engraçados, doidos ou irreverentes e até música de carnaval. Não me pergunte como aconteceu, veio a letra já com melodia, pus no papel, gravei no celular e estava pronto o besteirol. Mas muitas pessoas(para minha surpresa), gostaram e acharam comercial. Embarquei na doideira.

 

6- Quer deixar algum recado pras pessoas que lerem essa entrevista? 

- Gente, tenho 57 anos mas acredito que nunca estamos velhos para realizarmos nossos sonhos e correr em busca dos objetivos. Passei 30 anos querendo compor para algum famoso ou alguém que quisesse levar minha música adiante. As pessoas que conheciam minhas músicas sempre me deram força para não desistir. Então, se chegou o momento quero despejar meu repertório independente das vaias ou aplausos. Quero mostrar o que sei fazer, "compor"!

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga